quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

FELIZ 2013






Os Educadores da TV Anísio Teixeira desejam a todos os colegas, amigos e familiares um Ano Novo cheio de realizações, sucesso e muita fé! Que a Educação seja encarada como prioridade pelos nossos governantes, com a merecida valorização dos profissionais que se dedicam diariamente a esta causa. 

Sigamos em frente!




segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Em Cartaz: a Arte, a Ciência e a Cultura dos Estudantes da Escola Pública






O 1º Encontro Estudantil de Ciência, Arte e Cultura, promovido pela Secretaria da Educação da Bahia, movimentou o Centro e o Centro Histórico, levando a energia criativa dos alunos da escola pública baiana às ruas e praças de Salvador.




Aconteceram eventos no Teatro do Sesc/Senac, no Passeio Público, na Praça das Artes, no Palácio Rio Branco e na Concha Acústica do TCA. Quem participou do evento pôde comprovar o potencial do estudante baiano tanto na pesquisa científica, como nas artes. 





Poesia, música, fotografia, pintura, desenho... Foram diversas expressões do talento estudantil e a manifestação viva da cultura do nosso estado. O último evento do Encontro ocorreu, na Concha Acústica, com a apresentação dos 15 finalistas do FACE - Festival Anual da Canção Estudantil  e ainda contou com a apresentação, mais que especial, do percussionista Cacau do Pandeiro e o grupo Os Ingênuos e da cantora Jussara Silveira.





Viva a cultura e a arte da Bahia!




Confira o vídeo com a cobertura do Encontro:





Este vídeo foi produzido pelos professores e colaboradores da TV Anísio Teixeira / Rede Anísio Teixeira / IAT / Secretaria da Educação.

FICHA TÉCNICA
TV Anísio Teixeira
Coordenação
TONI COUTO
Direção de Cena
MARCUS LEONE

Direção de Fotografia
PETERSON AZEVEDO

Direção de Produção
JOALVA MORAES

Direção de Arte
GEIZE GONÇALVES

Preparação de Ator
NILDSON B. VELOSO
Produção Executiva
MARTA HELENA VILAS BOAS

Reportagem
GERALDO SEARA
JOALVA MORAES

Locução
GEIZE GONÇALVES

Imagens
PETERSON AZEVEDO

Som Direto
GERALDO SEARA

Edição e Finalização
TONI COUTO
GERALDO SEARA
RODRIGO CHAMUSCA
FÁTIMA COELHO

Computação Gráfica
RODRIGO MACIEL

Secretárias
ALDA PINTO
NILDA BONFIM
NATÁLIA DIAS

Motoristas
WALTER LUÍS CACEZEIRO
AGNALDO FRANÇA

Rede Anísio Teixeira
Coordenação Geral
YURI WANDERLEY

domingo, 25 de novembro de 2012

I Encontro Estudantil de Ciência, Arte e Cultura



De 26 a 30 de novembro, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia realiza o I Encontro Estudantil de Ciência, Arte e Cultura. Com projetos de música, literatura, matemática, cinema e artes visuais, o Centro Histórico de Salvador se transforma em um grande palco para os estudantes da escola pública estadual. Você não pode ficar de fora. 


Participem!







segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Rede AT no A Tarde


SEC cria rede social para estimular troca de experiências

Luan Santos


Foto: Jornal A Tarde

Compartilhar vídeos, fotos e áudios, organizar fóruns, publicar textos e ainda interagir com amigos e colegas. Apesar da semelhança, as ações descritas não fazem parte de plataformas digitais como Facebook e Orkut, mas sim da Espaço Aberto, rede social desenvolvida pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC), voltada para professores e alunos.

A ferramenta está funcionando desde o último mês de junho, mas ainda não chegou às salas de aula, pois está na fase de formação dos professores para utilizarem a plataforma como aliada no processo de ensino. Segundo a SEC, a plataforma deve ser lançada em toda a rede estadual no próximo ano.

Coordenador da Rede Anísio Teixeira, que desenvolveu a Espaço Aberto, Yuri Wanderley diz que o principal objetivo da ferramenta é estimular o uso das novas tecnologias nos processos de ensino e aprendizagem. "Além de constituir uma rede de colaboração e produção", completa. A Rede Anísio Teixeira é vinculada ao Instituto Anísio Teixeira (IAT), órgão da SEC.

Ferramenta - Quando passar a ser utilizada por alunos e professores,a rede social será um canal para compartilhar atividades, criar fóruns e comunidades, disponibilizar conteúdos multimídia e interagir com estudantes de outras escolas e cidades que estejam conectados à rede.

O layout da Espaço Aberto é semelhante ao do Orkut. "Quando começamos a fazer, a moda era o Orkut, mas hoje é o Facebook. Estamos estudando uma adaptação", diz Yuri Wanderley.

Segundo ele, o nome da rede pode ser modificado. "Espaço Aberto é a principal proposta de nome, mas isso ainda não se consolidou", explica. O coordenador diz ainda que a plataforma deverá ser aperfeiçoada, à medida que os professores em formação deem sugestões.

Após o lançamento, alunos e professores poderão criar perfis, a partir do número de matrícula na rede estadual. "Os pais poderão criar um perfil de amigo da comunidade, que será uma conta de pessoas de fora da rede estadual. Estas contas terão um professor responsável", explica Wanderley.

Segundo ele, todos os conteúdos impróprios que forem compartilhados e não tiverem fins educativos poderão ser excluídos.

Interação - Na opinião de professores da rede estadual que já conhecem a plataforma, a principal vantagem da Espaço Aberto é a troca de experiências.

"Há muito conteúdo bom sendo produzido, mas não tem um lugar comum para compartilhar e ver ao mesmo tempo. A Espaço Aberto pode mudar isso", diz a professora de biologia Márcia Almeida.

O professor de matemática Samuel Oliveira destaca que o sucesso da rede dependerá do uso em sala de aula. "Se o docente utilizar a ferramenta para aproximar os alunos dos conteúdos, contextualizando com sua realidade, então terá sucesso".

Para os professores de física e química Luciano Albuquerque e Rodnei Souza, respectivamente, a plataforma auxiliará os professores na mediação dos conteúdos, além de criar métodos que tornem o ensino mais atrativo.

Já a pedagoga da Rede Anísio Teixeira, Sandra Lopes, opina que a Espaço Aberto será um incentivo à produção de conteúdos que tenham relação com o cotidiano.

Apesar de ainda não terem contato com a plataforma, os alunos se mostraram satisfeitos com a iniciativa. "Vai nos proporcionar mais alternativas de aprender os assuntos", diz Rafael Santos, estudante do primeiro ano do ensino médio da Escola Estadual de Aplicação Anísio Teixeira.

Aprendizagem - Especialista em educação e tecnologia, Lynn Alves salienta que a rede social deve ser encarada como um espaço de aprendizagem.

"Deve ser utilizada para a produção de conteúdo também pelos alunos. Eles não devem ser apenas receptores", diz Lynn, que é professora da Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

Segundo ela, a discussão em sala de aula pode ser expandida, a partir do momento em que os alunos levem os temas trabalhados em sala para a rede social. "A escola ainda está um pouco atrasada. Os professores utilizam as redes sociais para fins pessoais, mas não conseguem usar isso pedagogicamente", ressalta.


Matéria publicada no A Tarde, de 05/11/2012.

Link da matéria:




sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Professor da Rede Anísio Teixeira vence concurso de fotografia da Uneb

 
Peterson Azevedo
 
 
Peterson Azevedo foi um dos três vencedores do Concurso de Fotografia Agenda 2013: UNEB, uma riqueza a Bahia – Riquezas da Bahia, promovido pela universidade, por meio da Comissão dos 30 Anos.
 
Peterson, ex-aluno da instituição, conquistou o primeiro lugar com uma fotografia capturada no bairro dos Alagados, em Salvador. A segunda posição ficou com Michele, estudante de letras do Campus XXIII, em Seabra, com uma fotografia do Rio Cocho, no povoado de Boa Vista de Cananéia, no município.
 
Já Adriana, técnica administrativa do Campus XXII da UNEB, em Euclides da Cunha, recebeu o terceiro lugar com uma foto do Jardim Euclidiano do Memorial Antônio Conselheiro, no município de Canudos.
 
Os coordenadores dos colegiados de desenho industrial, Antônio Neto, e de comunicação social, Ruy Aguiar, além dos representantes Júlio Cesar Rocha, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PPG), Maria Aparecida Meireles, da Comissão dos 30 anos, e Serafim Nossa, da Reitoria, compuseram a comissão julgadora do certame.
 

domingo, 21 de outubro de 2012

CURTA DO CINE ARTS COM PARTICIPAÇÃO DE EDUCADORES DA REDE AT



O curta  Abismo de Flores é um filme produzido nas oficinas 2010/2011, do Cine Arts, projeto que promove formação de jovens e adultos para atuarem no mercado audiovisual, em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão da Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Três educadores da Rede Anísio Teixeira participaram dessa produção: Cristiane Britto, no roteiro, Joalva Moraes, na equipe de produção, e Nildson B. Veloso, como ator convidado. 
 
Apreciem!






Acessem o site do Cine Arts.




terça-feira, 16 de outubro de 2012

Diálogos Formativos em Educação e Direitos Humanos


Local da realização do evento :
Hotel Vilamar - Amaralina
Salvador

Data e Hora do evento :
Qua, 17/10/2012 - 16:00
Maiores informações do evento :
A Secretaria da Educação do Estado da Bahia realiza, entre os dias 17 e 19 de outubro, em Salvador, o evento Diálogos Formativos em Educação e Direitos Humanos: combatendo o racismo, o sexismo e a homofobia na escola. O encontro vai contar com a participação de professores, gestores da rede estadual, representantes dos movimentos sociais e universidades, que vão discutir a implementação das temáticas no currículo escolar e, também, ações que visam combater o preconceito dentro e fora da escola, enfocando a diversidade.

PROGRAMAÇÃO

17/10/2012
16h – Credenciamento
17h – Acolhimento
18h – Abertura

19h – Palestra
Diálogos Formativos na Educação Básica: combatendo o racismo, o sexismo e a homofobia na escola
Profa. Dra. Luma Nogueira de Andrade (SEDUC-CE)

18/10/2012
08h – Mesa 01
Marcos Legais: implementação da diversidade no currículo escolar
Profa. Dra. Rita Gomes do Nascimento (CNE)
Profa. Dra. Alda Muniz Pepe (CEE-BA)
Profa. Ma. Amélia Tereza Santa Rosa Maraux (Secretaria da Educação-BA / DIADORIM-UNEB)

10h – Mesa 02
Organização do Trabalho Pedagógico: articulando os conteúdos de gênero, raça e sexualidade do PPP à sala de aula
Profa. Dra. Daniela Auad (UFJF)
Profa.  Ma. Andréia Lisboa de Sousa (Secretaria da Educação-BA)

14h às 18h - Grupos de Trabalho (GT)

19/10/2012
08h – Mesa 03
Formação de professoras/es: diálogos entre a universidade e educação básica 
Prof. Dr. Álamo Pimentel Gonçalves da Silva (UFBA)
Profa. Dra. Ana Lúcia Gomes da Silva (Secretaria da Educação-BA / DIADORIM-UNEB)
Profa.  Ma.  Silvana Bispo (Secretaria da Educação-BA)

10h – Mesa 04
Experiências de projetos/programas de enfrentamento ao racismo, sexismo e à homofobia na escola 
Profa. Dayana Brunetto Carlin dos Santos (SEED-PR / LBL)
Profa. Jamira Alves Muniz (Escola Comunitária Luiza Mahin)
Profa. Iraildes Nascimento (Escola Municipal Eugênia Anna dos Santos)  
Profa.  Ma. Fabiana Leonel (Secretaria da Educação-BA)

14h às 17h – Grupos de Trabalho
17h às 18h – Socialização das propostas dos Grupos de Trabalho


Conheça o Muito Prazer, programa da TV Anísio Teixeira sobre sexualidade.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

FAÇA ACONTECER EM CAMAÇARI

 
Foto: Joalva Moraes
 

Finalizando as gravações do FAÇA ACONTECER, temporada 2012, o Núcleo de Produção da TV Anísio Teixeira visitou o UNICA - Universo da Criança e do Adolescente, localizado na Cidade do Saber, em Camaçari.
 
Foto: Joalva Moraes
 
As atividades, ocorridas na última quinta-feira (11), correspondem ao episídio que vai mostrar o trabalho do estudante Lucas Borges que reside na cidade de Fátima e venceu a Feira de Ciências da Bahia em 2011 e a FEBRACE 2012.
 
 
Foto: Joalva Moraes
 
O invento de Lucas é um sistema de segurança contra acidentes domésticos. O trabalho é resultado de sua inquietação ao perceber que muitas pessoas, principalmente crianças, se acidentam com panelas quentes em fogões.
 
 
Foto: Marcus Leone
 
 
 
 

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Conheça a Rede Anísio Teixeira

             

“O nosso sonho é ter o fruto deste trabalho colhido na escola. É ver professores, estudantes, funcionários, direção e comunidade se unindo e colaborando para a melhoria de suas realidades”

 

Criada para atender às demandas de pesquisa, formação e experimentação para o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) nos processos de ensino e aprendizagem do IAT, a Rede Anísio Teixeira é responsável pela produção de todo o material do ambiente educacional da web. À frente do programa, o educador Yuri Wanderley comanda uma equipe criativa e multidisciplinar. E para falar um pouco mais sobre os projetos da Rede AT, Yuri recebeu, com exclusividade, a equipe de comunicação do IAT. Confira abaixo.

 
. O que é exatamente o programa Rede Anísio Teixeira?
Um programa de difusão de linguagens e tecnologias da informação e da comunicação da rede pública estadual de ensino. Ela foi criada em 2008 com o objetivo de atender às demandas voltadas para pesquisa, produção, formação e experimentação nos processos de ensino e aprendizagem. A Rede AT é vinculada à Diretoria Geral do IAT e constituída por uma equipe interdisciplinar organizada em núcleos de atuação específica e responsáveis pela execução dos projetos. São eles, o Núcleo Pedagógico, o de Produção Audiovisual, o de Comunicação, o de Designers e o de Desenvolvimento de Softwares Educacionais. Boa parte das produções realizadas pela Rede AT estão disponíveis na internet e aqui estão algumas de suas principais ações:
- Construção da segunda fase do Portal da Educação, em parceria com a ASCOM e CMO/SEC;
- Produção e difusão dos programas da TV Anísio Teixeira;
- Administração do Portal do Educador Baiano;
- Administração e desenvolvimento do Ambiente Educacional Web e de outros softwares educacionais;
- Desenvolvimento da Rede Social da Educação, em fase de homologação;
- Administração do Blog e das Redes Sociais do Professor Web;
- Realização de Caravanas Digitais em escolas e eventos;
- Produção, pesquisa e catalogação de Conteúdos Digitais Educacionais;
- Formação para o uso e produção de tecnologias e mídias educacionais com professores/articuladores dos projetos estruturantes, em parceria com os NTE;
- Gestão da comunicação interna e externa do IAT;
- Publicação dos periódicos: Boletim IAT, Boletim do Educador e Informes IAT
- Criação, produção e desenvolvimento de oficinas, seminários, cursos e videoconferências
- Criação de peças de identidade visual, design editorial e digital.
 
. Como está sendo o trabalho de formação de multiplicadores de tecnologia da informação para a escola pública?
A formação para uso e produção de tecnologias e mídias educacionais é uma ação conjunta da Rede AT e da Coordenação de Tecnologias Educacionais/DIRED, através dos Núcleos de Tecnologia Educacional (NTE). Ela teve início no primeiro semestre de 2012 com a realização do módulo voltado para o uso de mídias e tecnologias educacionais. Os professores dos NTE de todo o Estado proporcionaram uma rica troca de conhecimentos e experiências com os professores e colaboradores da Rede AT. Foram realizadas cinco videoconferências que, além de discutirem a realidade do uso das tecnologias nas escolas, apresentaram as tecnologias educacionais desenvolvidas pela SEC/IAT e contaram com a participação de pesquisadores voluntários, que trataram de temas variados, como segurança na internet, direitos autorais, softwares livres e produção colaborativa. Além desses momentos presenciais, a formação contou com momentos de interação no AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem), onde foram aprofundadas discussões sobre as estratégias de utilização das tecnologias na escola pública. O resultado foi um planejamento elaborado com os professores de todos os NTE que, também, ajudaram a construir a segunda etapa da formação. Concluíram o curso 81 professores e 13 coordenadores dos NTE. Na segunda etapa, já em curso, os professores dos NTE estão realizando a formação com professores e articuladores de projetos estruturantes da Secretaria, como o EM-Ação, Gestar, Ciência na Escola e Emitec. Até o final do ano, estarão formados mais 200 professores. Para 2013, está prevista a realização da formação para produção de mídias e tecnologias educacionais entre os professores da Rede AT e os dos NTE, e também a realização da formação para uso dessas mídias com os professores articuladores dos projetos estruturantes lotados nas escolas. O objetivo é que os professores, que vivem o dia a dia da escola, possam ser parceiros dos colegas e dos estudantes, contribuindo para a inovação de práticas pedagógicas e para a construção de processos colaborativos mediados, ou não, pelas novas tecnologias.
 
. Quais os próximos passos da TV Anísio Teixeira?
Apesar de ser relativamente nova, a TV já conseguiu mostrar a qualidade de suas produções. O nosso desafio atual é continuar trabalhando neste nível mas, também, permitir que estudantes e professores participem cada vez mais das produções, não apenas como espectadores ou como fonte, mas como protagonistas e realizadores. A este desafio está aliada a necessidade de realizar produções que consigam dar conta da diversidade proporcionada pelo tamanho e multiplicidade cultural do nosso Estado. Para isso, contamos com o apoio da TVE/IRDEB que, desde antes da criação, já colabora com o sucesso deste projeto. No ano passado, a equipe da TV trabalhou na conclusão da produção de sete programas, quatro inter-programas e uma série de campanhas educacionais iniciadas em 2009. Todos estes programas já se encontram disponíveis para download no Ambiente Educacional Web e alguns deles estão sendo veiculados pela TVE. Além disso, desde 2011 a nossa equipe vem trabalhando para estruturar a TV no intuito de permitir que boa parte das produções seja feita pelos próprios professores e colaboradores internos. Neste sentido, estamos providenciando a aquisição de equipamentos de produção e realizando formações técnicas. Como resultado deste processo de formação da equipe, em 2012 foram produzidas 70 chamadas dos programas, sete VTs comemorativos e estamos finalizando a primeira temporada da série Faça Acontecer, que apresenta estudantes de destaque nas áreas de música, artes visuais, literatura, dança e ciências em todo o Estado. Ainda em 2012, daremos início à produção de um novo programa de TV que será exibido em 2013. Os quadros e as pautas já estão definidos e breve iniciaremos a elaboração dos roteiros.
 
. A escola pública tem tido acesso aos conteúdos digitais educacionais? Como tem sido esse retorno?
Em 2012 registramos um aumento de aproximadamente 30% no número de acessos às nossas mídias. A partir das formações realizadas, o número de professores que estão utilizando os conteúdos digitais vem aumentando gradativamente. Além dos conteúdos disponibilizados no Ambiente Educacional Web, os professores podem ter acesso a diversos outros conteúdos em portais que oferecem recursos abertos de excelente qualidade, isto é um facilitador. Com o lançamento da segunda fase do portal, que traz diversas novidades e a ampliação das formações, a tendência é que o acesso continue aumentando. Temos tido retornos positivos com relação às produções realizadas e isso se percebe, principalmente, nas redes sociais do Professor Web, onde os estudantes e professores se sentem mais à vontade pra expressar suas opiniões.
 
. O que é preciso para o professor da escola pública se apropriar e produzir tecnologias e mídias educacionais?
É preciso vontade, conhecimento e recursos. Inúmeras ações já estão sendo desenvolvidas nas escolas e muitos professores já demonstram, através de suas práticas, que é possível fazer usos legais das tecnologias no ambiente escolar. É importante compartilhar estas boas experiências. Para contribuir neste processo, a Rede AT, de forma complementar à formação, desenvolve um projeto de experimentação pedagógica, que coloca em prática uma metodologia de apropriação tecnológica, em que a base é o uso dos mesmos recursos tecnológicos disponíveis nas escolas para fazer a gestão e a produção do Professor Web, personagem criado para interagir com professores e estudantes na internet. Todos os trabalhos desenvolvidos neste projeto utilizam fontes, aplicativos, tecnologias e conteúdos de licenças livres, e buscam adotar um modelo de autogestão, similar ao que pode ser aplicado nas escolas. Esperamos compartilhar estes conhecimentos e esta metodologia com os professores e estudantes, através das nossas formações e interações, para com isso, poder ajudá-los nas apropriações. O nosso objetivo é poder fortalecer o conhecimento com estratégias de utilização e colaboração.
 
. Quais as perspectivas da Rede AT para os próximos anos?
Continuar se estruturando como um centro de produção de mídias e tecnologias educacionais e ampliar o alcance da formação para o uso e a produção de mídias e tecnologias para todos os professores da rede pública. Como resultado destas metas, o objetivo maior é contribuir para a criação de uma rede colaborativa de produção, constituída por professores e estudantes de escolas públicas das mais variadas localidades do nosso Estado através da troca e da construção de conhecimentos e práticas em comum.
 
. Qual o seu sonho como coordenador da Rede Anísio Teixeira?
É ter o fruto deste trabalho colhido na escola.  É ver professores, estudantes, funcionários, direção e comunidade se unindo e colaborando para a melhoria de suas realidades. Esta colaboração já acontece e o nosso objetivo é fortalecê-la dentro do ambiente escolar. E através das apropriações que podem ser feitas das novas tecnologias, contribuir para que essas transformações ultrapassem os muros da escola, as fronteiras dos bairros e qualquer tipo de barreira geográfica, cultural, econômica e social.
 
. Gostaria de acrescentar alguma coisa?
O desafio da apropriação tecnológica nas escolas não é simples, por isso entendemos que a colaboração, em todos os níveis, é a base deste trabalho. Nós, colaboradores da Rede Anísio Teixeira, convidamos a todos para participar dessa rede de colaboração e juntos ajudar a mudar a realidade daqueles que são o motivo de todo o nosso trabalho: professores e estudantes da escola pública.
 
 
Publicado originalmente no Portal do Educador Baiano.
 
 

terça-feira, 9 de outubro de 2012

FAÇA ACONTECER EM FEIRA DE SANTANA



Foto: Joalva Moraes

No último dia 08 (segunda-feira), o Núcleo de Produção da TV Anísio Teixeira foi até Feira de Santana, para gravar as cabeças do programa FAÇA ACONTECER sobre Mirela Andrade, autora do projeto Geografia da Fome e vencedora da Feira de Ciências da Bahia 2011 e FEBRACE 2012.
 
Foto: Joalva Moraes

As gravações aconteceram no Museu Casa do Sertão, no campus da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS.
 
Foto: Joalva Moraes
  
O FAÇA ACONTECER é o mais novo programa da TV Anísio Teixeira que vai apresentar uma série de seis minidocumentários sobre alunos vencedores de festivais da SEC e de prêmios científicos. Aguardem!

Foto: Peterson Azevedo




terça-feira, 2 de outubro de 2012

Estudantes baianos participam de feira internacional


Os estudantes baianos da rede pública de ensino, Cleriston Santos de Jesus, Rafael Nunes Costa e Josenira de Matos Marques, do Colégio Estadual Pio XII, em Jaguaquara, foram convidados para participar da Feira Nacional de Ciência e Tecnologia -  FENCYT 2012, que acontece de 6 a 12 de novembro de 2012, em Lima, capital do Peru.

O projeto desenvolvido pelos estudantes e orientado pela professora Valéria Brito, conhecido como “Secador econômico para desidratação de tomates reutilizando materiais recicláveis”, foi pré-selecionado pela Rede POC – Rede do Programa de Olimpíadas do Conhecimento - para representar o Brasil na XXII Feria Escolar Nacional de Ciencia y Tecnologia - FENCYT 2012.

Depois de ter sido premiado durante a I Feira de Ciências da Bahia e também ter participado da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia – FEBRACE, hoje, o projeto que começou como um simples trabalho de ciências na escola, está levando esses alunos da rede pública de ensino a participar de um evento internacional.

Para a professora Valéria, esse momento significa reconhecimento e valorização, além do incentivo à educação no país. “Seria bom que todas as escolas trabalhassem com projetos, pois a experiência e o desempenho gerado pelos alunos são muito gratificantes”, destaca Valéria.

A FENCYT é um dos mais tradicionais eventos de estímulo ao protagonismo juvenil pela Ciência e Tecnologia na América Latina e reúne, anualmente, os 52 melhores projetos desenvolvidos pelos estudantes das escolas peruanas. O projeto baiano foi selecionado em função de sua pertinência com relação ao foco do evento, ao rigor científico apresentado e pelo seu impacto social a partir da recomendação do comitê organizador.

Texto publicado originalmente no Portal do Educador Baiano.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

OFICINAS DE PRODUÇÃO AUDIOVISUAL COM ESTUDANTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA


Dando continuidade às Oficinas de produção audiovisual (2º momento), meus alunos da oitava série do Centro Educacional Reitor Edgard Santos têm se desenvolvido  muito bem na etapa de produção do vídeo. Após a leitura e discussão do livro Capitães da areia de Jorge Amado, os estudantes, com minha mediação, decidiram produzir um vídeo que não fosse uma simples reprodução de um trecho da obra em questão, mas que fosse um trabalho de criação, um trabalho autoral, a partir de passagens específicas do referido livro. Após escolherem os temas e evidenciarem os mesmos na obra, os alunos iniciaram um processo de pesquisa, debate, organização das equipes de trabalho e a pré-produção do vídeo. Para mim, nesse contexto o processo de desenvolvimento do trabalho e seus aprendizados são, sem dúvida, mais valiosos que o produto final, o vídeo.

Finalmente, munidos de informação e devidamente preparados, os estudantes chegaram ao momento mais esperado do processo, o da produção fílmica. O tema escolhido para o trabalho foi: o preconceito racial e social, ou seja, o combate dos mesmos. Neste momento prático, de atuação técnica, evidenciei, com muita facilidade, o interesse, bom desempenho, criatividade e proatividade destes jovens. Também percebi que o uso das novas tecnologias nos processos de ensino e aprendizagem tem otimizado as relações interpessoais entre os alunos e os demais membros da comunidade escolar. 

Sem qualquer dúvida, verifiquei, nesse processo de trabalho, um desenvolvimento significativo no aprendizado no que tange a leitura, escrita, oralidade, trabalho em grupo, o que garante ao estudante uma realização interessante e satisfatória de seu papel na escola e também fora dela. Enfim, esse trabalho, além de incentivar o protagonismo juvenil, tem estimulado a emancipação cidadã desses jovens.

Professor Marcus Leone O. Coelho


ALGUMAS FOTOS QUE MOSTRAM UMA EQUIPE DE PRODUÇÃO EM AÇÃO
(alunos da 8ª A do Colégio Edgard Santos em Camaçari  e como depoentes, membros da comunidade escolar)
LUZ, CÂMERA, AÇÃO!!!

 
 
 
 
       
 



O VÍDEO PRODUZIDO PELOS ESTUDANTES
 
          




quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Professor da TV AT participa da 18ª edição do Olhos da Rua






Terminaram ontem as inscrições para a 18ª edição do Olhos da Rua. O evento irá acontecer no bar Platô no dia 25 de setembro. O tema dos ensaios ou séries será livre e contará com a participação de  fotógrafos baianos, de outros estados e países. Dentre eles, o fotógrafo que faz parte do grupo de educadores da TV Anísio Teixeira, Peterson Azevedo, que vai apresentar um ensaio produzido na cidade de São Paulo (veja cartaz).
Segundo os organizadores, "em 2011 foram 11 projeções até o mês de novembro, encerrando com a retrospectiva que fechou a 12ª edição do primeiro ano, em dezembro, dentro do Circuito Labfoto. Em 2012 o projeto retornou a série a partir de março e prosseguiu em abril, maio, junho e agosto. Nesse mês de setembro Olhos da Rua chega ao número 18, momento para comemorarmos juntos: fotógrafos baianos, brasileiros e estrangeiros".

Serviço:
18ª edição do Olhos da Rua
Tema: LIVRE (ensaios ou séries)
Projeção: terça, 25/09, início da concentração as 19h, projeção precisamente 20h – no bar Platô – rua Plínio Moscoso, 25, Jd.Apipema – veja no mapa
Realização: Labfoto, Instituto Casa da Photografia
Informações: labfoto@ufba.br / 71.3283-6185


Maiores informações em http://www.labfoto.ufba.br/2012/09/olhos-da-rua-chega-ao-numero-18

sábado, 15 de setembro de 2012

AGOSTO DA IGUALDADE



ASSOCIAÇÃO ARTÍSTICO-CULTURAL ODEART

NARRATIVAS ORAIS
A REVOLTA DOS BÚZIOS

17 e 18 de Setembro de 2012
Local: Centro de Pesquisa em Educação e Desenvolvimento Regional - CPEDR
UNEB - Campus 1 

A Revolta dos Búzios

No final do século XVIII, em Salvador, um movimento composto por pessoas de vários setores da sociedade bahiana expressou-se contra as opressões coloniais de Portugal.

A ação de política anticolonial, no dia 12 de agosto de 1798, mostrou que a população bahiana, maioria de negros, pretos e pardos, não se submeteu a opressão colonial. O movimento foi motivado pela independência das 13 (treze) colônias americanas (1776), por princípios da Revolução Francesa: liberdade, igualdade que expressam os direitos naturais do homem. João de Deus, Manuel Faustino, Lucas Dantas e Luíz Gonzaga foram os negros sacrificados com perdas das suas vidas. Estes homens são os heróis da Revolta dos Búzios, homenageados e celebrados em Narrativas Orais: A Revolta dos Búzios, seus feitos constituem a memória de pessoas que lutaram pela igualdade de homens e mulheres na Bahia.


COMISSÃO ORGANIZADORA
Janice de Sena Nicolin*
Benivalda Moraes de S. Crisóstomo*
Andréa da Sena S.Souza

ODEART
Andréa Monteiro S. De Aquino
Joelma Moura Lopes
Rosana dos Santos Ramos
Suane Mendonça Silva
Virgínia de Jesus da Conceição
Tiago Silva


(*) Janice Nicolin e Benivalda Moraes, ambas professoras da rede pública, participaram do Almanaque Viramundo, da TV Anísio Teixeira, edição 6. Confira no link

sábado, 8 de setembro de 2012

CELEBRAÇÃO EM JEREMOABO


Cheguei à cidade perto do meio-dia. Jeremoabo parecia ainda não ter despertado. Tudo estava calmo e quieto. Intenso, mesmo, somente o sol que queimava, impiedosamente. Mesmo assim, caminhei pelas ruas para ver se encontrava viv’alma! Parecia que todos tinham deixado a cidade. Fazia tempo que não ouvia um silêncio tão grande quanto aquele, que só era interrompido pelos passarinhos, já (ou ainda) empoleirados nas várias árvores que se espalham pelas ruas da cidade. Seria por causa do sol forte?

Mais tarde, nuvens trouxeram a sombra e, de repente, um som rasgado de moto anunciou o que viria. Era a entrega de uma gravata vermelha a um garoto vestido de branco, numa porta que se abriu. Na frente de outra casa, um cavalo tomava banho de xampu, enquanto outros eram escovados e adornados. Na rua principal, há pouco deserta, mulheres com vassouras de palha, retiravam, apressadamente, folhas e gravetos, enquanto um palanque ia ficando pronto na frente da prefeitura. Parecia (e era) um grande trabalho em equipe!

A cidade parecia voltar à vida. De vários pontos começaram a surgir duplas, trios, bandos de personagens e heróis, a pé, de bicicleta, a cavalo, mais carrinhos de pipoca, de picolé, de algodão-doce, enquanto a voz possante de um locutor, num carro de som, contava a História. Mais portas se abriam e delas saíam senhoras carregando cadeiras, para assistir a tudo sentadas. De um lado e de outro os olhos brilhavam.

Fazia tempo que não via algo assim, preparado com tanta paixão e por tanta gente, pois era 7 de setembro.

Do nada, de repente, tudo se fez! E a rua se encheu de gente, de alegria e de muita expectativa. Um clarim anunciou e um estampido ecoou: bumbos, pratos, cornetas e caixas de repique, numa cadência impressionante, fez tudo vibrar. Das crianças os pés obedeciam ao compasso, enquanto seus olhinhos se perdiam em meio a tanto o que se ver. A História começava a passar por elas, marchando, dançando, representando e reconstituindo o que fomos, o que somos e o que seremos. Nos carros alegóricos os estudantes eram Soldados, Zumbi, Joana Angélica, Tiradentes, D. Pedro, Negros, Índios, Trabalhadores... No chão os pés socavam as pedras, sob o comando de maestros e maestrinas.

Não pude deixar de notar o quanto ainda refletimos o longo tempo que passamos sob a ditadura militar, mas percebi, também, o desejo de celebrar de outros modos. Nada contra a disciplina rígida, aliás, cada vez mais necessária na educação dos nossos jovens, mas que Deus nos livre dos grilhões! Na verdade, o brilho da festa foi muito mais intenso. Parabéns, Jeremoabo! Parabéns aos alunos e a seus professores!

Creiamos que somos livres!

Geraldo Seara.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Professores realizam curso de documentário em São Paulo






Após 18 dias, em São Paulo, cursando o Intensivo de Documentário, na Academia Internacional de Cinema - AIC, os professores da TV Anísio Teixeira Peterson Azevedo e Joalva Moraes produziram o curta-metragem Augusta 724, juntamente com Patrick Cavalier e Paulo Leônidas. Confira a ficha técnica e sinopse:


AUGUSTA 724


Filme de : Joalva Moraes, Patrick Cavalier, Paulo Leônidas e Peterson Azevedo

Roteiro: Joalva Moraes e Patrick Cavalier

Direção de Fotografia: Peterson Azevedo e Paulo Leônidas

Produção: Joalva Moraes e Patrick Cavalier

Montagem e Edição: Paulo Leônidas

Realização: Academia Internacional de Cinema

Co-produção: Cabeça-Feita Produções

Sinopse: O filme apresenta Maurice Plas, um imigrante francês que escolheu o Brasil para viver desde a década de 1950. Há mais de 50 anos, Monsieur Plas mantém sua loja numa das mais famosas ruas de São Paulo, a Rua Augusta. Alheio às mudanças que ocorreram nesse local ao longo dos anos, Plas faz de seu estabelecimento um lugar especial, cultivando uma atmosfera de nostalgia.

sábado, 25 de agosto de 2012

DIA DO SOLDADO


No dia 25 de agosto homenageamos o trabalho dos soldados do Exército Brasileiro. A data foi instituída em honra ao Patrono do Exército, o Brigadeiro Luis Alves de Lima e Silva, que nasceu nesse dia, no ano de 1803. Lima e Silva, com pouco mais de 20 anos de idade, já era capitão. Lutou e defendeu o Brasil em confrontos locais e externos, o que lhe rendeu o título de Duque de Caxias.

O termo soldado vem do latim solidarius, que significa servidor, solidário. Saiba mais.

Sobre a participação dos soldados brasileiros na 2ª Guerra Mundial, assista à websérie intitulada Heróis, dirigida por Guto Aeraphe e disponibilizada no Youtube. A série foi toda produzida com câmeras DSLR, informação quente para quem já trabalha com (ou pretende usar) essa tecnologia.


Eis os episódios:


No ar, a primeira série brasileira sobre a participação do Brasil na SegundaGuerra Mundial. Inspirado em uma história real de três pracinhas mineiros, ela irá contar em 5 capítulos semanais a saga da Força Expedicionária na sua mais sangreta batalha, a de Montese.

Produção 100% Mineira que conta no seu elenco principal grandes atores mineiros como Adriano Gilberti, José Roberto Pereira e Leonardo Fernandes (eleito melhor ator de Minas pelo Prêmio Simparc 2011). A direção é do jovem Guto Aeraphe, apontado por alguns jornalistas como revelação do novo cinema independente brasileiro. (Fonte: Youtube).




SINOPSE:Depois de sofrer um forte ataque dos alemães os soldados Baêta, Nego, Caseri, Arlindo e o sargento Max se perdem no meio da mata. Cansados, com frio e fome, eles tentam voltar para o PC aliado, mas a noite reserva uma supresa... (Fonte: Youtube).




SINOPSE:
Depois de uma noite tensa dormindo em uma trincheira alemã abandonada, nossos soldados ouvem alguns tiros. Sabendo que algo de errado está acontecendo o Sgt. Max manda Baêta dar uma olhada, mas ele não volta com boas notícias! Mas a maior surpresa ainda está por vir... (Fonte: Youtube).




SINOPSE:
Depois da desastrosa tentativa de salvar o Sd. Geraldo Rodrigues de alguns alemães resultando na morte do Sgt Max e do Sd Caseri, o restante da tropa se prepara para um ataque suicida a resistência alemã. O Sd Nêgo percebe que está sem balas e parte para um golpe de mão no tedesco. Mas o que ele não sabe é que este alemão tem muitos segredos a revelar... (Fonte: Youtube).




SINOPSE:
Último episódio da Websérie Heróis! Restam somento três bravos soldados brasileiros, Arlindo, Geraldo e Baêta, mas sua situação não é nada animadora. Depois de percorrer quilômetros perdidos, tentando voltar para o PC aliado, eles tem de enfrentar, quase sem munições, os alemães vários alemães que cruzaram seu caminho... (Fonte: Youtube).

Site ofical: www.heroisdafeb.com.br


terça-feira, 21 de agosto de 2012

REBECA E UMA HISTÓRIA PARA CONTAR


Marcus Leone

Aproveitei uma visita que fiz à biblioteca da escola onde trabalho, portando minha câmera fotográfica e filmadora. Objetivava apenas registrar a movimentação corriqueira dos estudantes na referida sala, quando fui abordado por uma aluna do 6º ano - Rebeca Melo - que me disse:  "O senhor quer ouvir um poema que escrevi sobre Jorge Amado?" Disse que sim, mas confesso que ainda estava mais interessado no que tinha planejado registrar ali. Rebeca saiu da biblioteca e, após alguns segundos, retornou, questionando a leitura do seu poema. Em suas mãos figurava um caderninho de cor amarela com a estampa de Jorge Amado, contendo o texto dela.

Parei de gravar e disse: "Okay, Rebeca, Vamos lá então. Pode ler o seu poema”. Disponibilizei-me apenas para ouvir e tamanha foi a minha surpresa. Fiquei impressionado com a desenvoltura da garota e disse:"Pare! Deixe-me preparar a câmera, preciso registrar isso." Realmente me vi diante de uma pequena notável! Enfim, o que tinha planejado gravar naquela bendita biblioteca ficou em segundo plano ante o protagonismo da pequena Rebeca e da lição que ela me dera nessa tarde.

É... nossos estudantes são uma caixinha de surpresas...

Conheçam nesse vídeo um pouco dos meus estudantes - Ensino Fundamental II do Centro Educacional Reitor Edgard Santos, em Camaçari.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Professor da Rede na telona



O ator e arte-educador Nildson B. Veloso, que já participou de vários filmes, como Tieta e Cronicamente Inviável, está de novo nas telas do mundo inteiro, desta vez em À Beira do Caminho, o mais novo filme de Breno Silveira. Quem já conferiu recomenda e adverte que a emoção é intensa. O filme conta a história do caminhoneiro João que tenta ajudar um menino em busca de seu pai, em São Paulo. Entre as várias cenas espetaculares, há uma na qual acontece um roubo em um mercado. Nosso Nildson está lá! Vale a pena conferir.

Eis o cartaz do filme:


quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Poesia de cada dia – TV Anísio Teixeira


Olá, amigos(as)!

Tudo bem?
 
Os avanços tecnológicos trouxeram inúmeras contribuições e benefícios para a humanidade, em particular nas áreas cientifica, da comunicação, na robótica e mecânica, entre outras. Porém, tudo o que acontece tem suas causas e consequências. Um dos efeitos desta evolução se reflete em nossa sociedade, particularmente nas relações interpessoais, que estão cada vez mais distanciadas, visto que muitos se restringem apenas ao “mundo digital”, mergulhados nas redes sociais que a cada dia crescem em números de perfis, nos games, etc., e com isso torna-se cada dia mais difícil se expressar com autenticidade, não é mesmo?
Mas o que nos alenta é que por meio da arte podemos trazer à tona tudo o que nos envolve e move, e a poesia é uma das mais belas formas de liberdade e construção textual. E o que é melhor é o fato de podermos veiculá-la em qualquer meio de comunicação/interação.

“A poesia pode estar em muitos lugares.
Ela se mostra em essência, encantamento e cabe em muitas formas.
A poesia transcende a palavra, o beijo, o olhar…
A poesia é transpiração da alma e, enquanto arte literária, é a carga sensível que cabe no poema.”
(Marcos Leone Coelho – Poesia)
 
Para fomentar entre estudantes e professores(as) o uso, bem como a apropriação deste recurso, hoje a TV Anísio Teixeira nos apresenta mais um de seus excelentes programas, o “Poesia de cada dia”. A série leva poesia para o cotidiano da comunidade escolar por meio de poemas e material gráfico de apoio, que pode ser assistido em qualquer momento”, através do Ambiente educacional Web.

Para acessar o conteúdo: Clique aqui!

 
Poeta, não é somente o que escreve.
É aquele que sente a poesia, se extasia sensível ao achado de uma rima à autenticidade de um verso.”
(Cora Coralina)

Abraços, pessoal!


Colaborou: Neise Silva – Jornalista
Marcus Leone Coelho – Educador

sábado, 11 de agosto de 2012

DIA NACIONAL D@ ESTUDANTE

10/08/2012

Fala, turma esperta!

Estamos aqui hoje para prestar uma merecida homenagem: estamos falando do Dia Nacional d@ Estudante, celebrado amanhã, 11 de agosto, em todo o país! A data foi instituída em 11 de agosto de 1927, dentro das comemorações do centenário de criação dos dois primeiros cursos de ciências jurídicas e sociais do Brasil, um no estado de São Paulo e o outro em Olinda, Pernambuco – instituídos por D. Pedro I. Antes disso quem se interessasse em estudar as leis tinha que ir à Coimbra, em Portugal, onde fica a Universidade de Coimbra, então a mais próxima das terras brasileiras.

Presentes em momentos decisivos para a sociedade, @s estudantes organizam-se e participam de mobilizações artísticas, culturais, sociais e políticas, principalmente através dos movimentos estudantis, reivindicando a melhoria de condições não só para a própria classe estudantil, como para todo o povo. Exemplos marcantes desta atuação foram o engajamento nas lutas por eleições presidenciais diretas no Brasil, conhecidas como Diretas Já!, e a participação massiva no movimento Caras-pintadas, pelo impedimento do então Presidente da República, Fernando Collor de Melo.

Os grêmios estudantis, as UME’s, a UBES, os DCE’s, a UNE e o Movimento Estudantil Popular Revolucionário são algumas das organizações de representação d@s estudantes por todo o país.

É com esse espírito de reflexão e de incentivo que falamos a vocês hoje, querid@s estudantes – não só àqueles(as) que frequentam as conhecidas salas de aula ou outros espaços formais e nem apenas aos/às que não são professores(as), pois entendemos que a construção e a troca de saberes e fazeres se dá em qualquer lugar onde hajam pessoas dispostas a aprender-ensinar. Como bem dito por Paulo Freire, o Patrono da Educação Brasileira “Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender”!


Relembrem alguns dos êxitos e conquistas d@s noss@s estudantes baian@s:

Estudantes apresentam projeto de tecnologia social

Vacilando na escola!

Estudantes baianos participam da Rio+20

Estudantes desenvolvem tecnologias que colaboram com o meio ambiente

Estudante vence regional do Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu

Estudantes baianos ganham prêmio nacional

Jovens embaixadores baianos embarcam para os EUA

A equipe do Professor Web parabeniza a tod@s que, de alguma forma, dedicam parte de suas vidas ao amor pelo conhecimento!
Um abraço e até a próxima!
 
::
Contador de Visitas Para Blogs